Informatiza Soluções Empresariais

Informatiza Soluções Empresariais

Sexta, 15 Junho 2018 14:41

Miguel Augusto Pires - Bitelo

Miguel Augusto Barbosa Pires iniciou sua vida no esporte e no Handebol na cidade de Ponte Nova – MG, no ano de 1990, transferindo-se para ADJF – Juiz de Fora, destacando-se nas competições estaduais, que o levaram a disputa de um Campeonato Brasileiro de Handebol pela Seleção Mineira de Handebol nas categorias de bases, eleito no ano 2001 melhor Atleta masculino de Handebol do Estado de Minas Gerais.
Compartilhe nas redes sociais:
Sexta, 15 Junho 2018 14:38

Edson Assunção

Edson, mais conhecido como "Edson Capeta", com toda certeza faz parte da História do Handebol Mineiro, um colecionador de títulos!! Edson, Professor, responsável pela formação de vários atletas de nível, artilheiro por diversas vezes de todas as competições estaduais que participou, conhecido por sua velocidade e habilidade que poucos atletas possuem.
Compartilhe nas redes sociais:
Sexta, 15 Junho 2018 14:37

Wanderley Lúcio Maia

Leley, nasceu em Belo Horizonte (MG) e iniciou a carreira de jogador de Handebol, no ano de 1972, aos 17 anos de idade, no Esporte Clube Ginástico, com o professor Lincoln Raso (um dos maiores mestres de Handebol do Brasil). Nesse mesmo ano, integrou a Seleção Mineira de Handebol, que disputou os jogos escolares brasileiros (JEB’S), em Maceió – Alagoas, ficando em terceiro lugar e sendo o artilheiro da competição (55 gols). Ainda jogando pelo Esporte Clube Ginástico, de Belo Horizonte, foi Campeão Mineiro por dez anos e o primeiro Campeão Brasileiro, no Ceará.
Compartilhe nas redes sociais:

BELO HORIZONTE-MG / 29 DE JULHO DE 2017

 

Para ofertar uma segunda oportunidade aos oficiais de arbitragem de handebol que não estiveram presentes na 1ª Edição do Encontro realizado na cidade de Juiz de Fora, o Departamento de Arbitragem, realizou no dia 29 de Julho de 2017, a 2ª Edição do Encontro Mineiro de Árbitros de Handebol.

 

O evento, que aconteceu no auditório do Palácio das Federações, localizado na Avenida Olegário Maciel, em Belo Horizonte-MG, por sua vez, contou com a presença de aproximadamente 20 oficiais, sendo eles árbitros, mesários e delegados.

 

O ministrante do evento foi o Árbitro Continental Ivo Santos, que por sua vez, ministrou a parte teórica, e aplicou provas para averiguar o conhecimento técnico dos oficiais.

 

Desta forma, os oficiais que participaram da 1ª e 2ª Edição do encontro, ficaram aptos para atuar na temporada 2017.

Compartilhe nas redes sociais:

JUIZ DE FORA-MG / DE 28 À 30 DE ABRIL DE 2017

 

Realizado na cidade de Juiz de Fora-MG, a 1ª Edição do Encontro Mineiro de Árbitros de Handebol, reuniu cerca de 70 oficiais, sendo eles de todo o estado de Minas Gerais, como também, oficiais que residem na cidade.

 

Ministrou o evento, o árbitro de handebol Nilson Mezes, que compõe o quadro de oficiais da IHF - Confederação Internacional de Handebol.

 

O evento, que teve inicio na sexta feira (28/04/2017) transcorreu até o dia (30/04/2017), sendo que nesses dias, foi apresentado as alterações nas regras oficiais de handebol, aplicado provas teoróricas e práticas, e no final uma avaliação contendo 30 questões de múltipla escolha.

 

Para ascender a categoria, o oficial precisou conseguir uma nota considerável, como também, os novatos para entrarem no quadro, precisou alcançar a média de pontuação nas avaliações.

 

O Departamento de Arbitragem ficou linsongeado com a presença e participação da grande maioria dos árbitros e das diversas regiões do estado.

 

Compartilhe nas redes sociais:
Quarta, 23 Maio 2018 09:32

Regras Oficiais de Handebol

O handebol é um esporte bastante conhecido aqui no Brasil. Consiste num confronto entre duas equipes, de sete integrantes cada uma, em que os jogadores passam e lançam a bola. O objetivo é fazer gols no time adversário. Essa modalidade foi inserida nas Olimpíadas pelo Comitê Olímpico Internacional no ano de 1934. Conheça agora um pouco sobre as regras do handebol.

Compartilhe nas redes sociais:
Terça, 22 Maio 2018 14:50

Wanderley Lúcio Maia - Leley

O belorizontino Wanderlei Lúcio Maia, Leley, que desde 1988 reside em Ponte Nova ganhou destaque nacional na área esportiva, ao ser indicado como o ATLETA DO SÉCULO DO HANDEBOL MINEIRO, pela SEEJ – Secretaria de Estado de Esporte e Juventude.

Para o presidente da Federação Mineira de Handebol, Cláudio Humberto Dias, Leley fez parte da Geração de Ouro do Handebol Mineiro, atuando pela equipe do Ginástico, que por uma década possuía a hegemonia do Handebol Nacional. Desde o início de sua carreira esportiva, o Leley se destacou como atleta de ponta, sendo logo convocado para seleção brasileira, inclusive considerado o melhor atleta em uma competição mundial na Europa, onde estão os principais atletas do Handebol.

Em Minas Lelei jogou por um longo período pela ADJF - Associação Desportiva Juiz de Fora, sendo o responsável por tornar a equipe de Juiz de Fora a maior Campeã Estadual, sendo Uno Deca Campeã do Interior - JIMI / Jogos de Minas e Hexa Campeã Estadual.

Segundo Cláudio, a vinda do Leley para Juiz de Fora, proporcionou a evolução do Handebol do interior mineiro, sendo a ADJF a primeira equipe de interior a se tornar Campeã Estadual. Neste período que o Leley esteve em Juiz de Fora, a ADJF colecionou diversos títulos importantes, sendo Campeã Carioca, Bi Campeã da Taça Brasil de Areira, Campeã dos Jogos Regionais de São Paulo, Terceiro Lugar no Alcochette Handball Cup em Portugal e 4 Lugar no Torneio de Virgem Grande Espanha.

“Leley, além de ser um exemplo para todos os atletas mineiros, foi responsável pela formação de várias gerações de atletas de alto nível, como o Miguel Pires Barbosa, que é de Ponte Nova e se tornou o artilheiro da Liga Nacional, principal evento do Brasil, além de atuar pelas principais equipes nacionais”, disse.

“Infelizmente não temos registro das inúmeras vezes que o Leley foi aplaudido de pé em diversas competições pelo Brasil. Por onde passou possui fãs e seguidores e me orgulho de ter jogado ao seu lado por mais de 10 anos”, completou Cláudio.

 

Conheça um pouco da historia de Leley

 

Wanderley Lúcio Maia, o Leley, nasceu em Belo Horizonte (MG) e iniciou a carreira de jogador de Handebol, no ano de 1972, aos 17 anos de idade, no Esporte Clube Ginástico, com o professor Lincoln Raso (um dos maiores mestres de Handebol do Brasil). Nesse mesmo ano, integrou a Seleção Mineira de Handebol, que disputou os jogos escolares brasileiros (JEB’S), em Maceió – Alagoas, ficando em terceiro lugar e sendo o artilheiro da competição (55 gols). Ainda jogando pelo Esporte Clube Ginástico, de Belo Horizonte, foi Campeão Mineiro por dez anos e o primeiro Campeão Brasileiro, no Ceará.

Devido ao ótimo desempenho nos jogos escolares, foi convocado, nesse mesmo ano, para a Seleção Brasileira de Handebol, onde jogou por nove anos consecutivos. Disputou a Copa Latina, na Romênia, na Itália, Argentina e França. Foi diversas vezes artilheiro e chegou a ser premiado como o JOGADOR MAIS REGULAR E EDUCADO DA COMPETIÇÃO (na Copa Latina de Handebol na França), além de ser indicado como UM DOS CINCO MELHORES ATLETAS DE HANDEBOL DO MUNDO.

No ano de 1988, mudou-se para cidade de Ponte Nova, com sua família, onde vive até hoje. Trabalhou como colaborador do Esporte Clube Palmeirense, exercendo a função de treinador e jogador, nas categorias de base e adulto. Foi Vice-Campeão Mineiro em 1989, em Montes Claros.

Em 1990, foi chamado para jogar pela cidade mineira de Juiz de Fora, onde permaneceu como jogador da ADJF – Associação Desportiva Juiz de Fora, por oito anos. Durante sua estada tornou-se Tricampeão Mineiro, Hexacampeão dos Jogos do Interior de Minas (JIMI), Vice-Campeão dos Jogos Regionais de São Paulo, 3º Lugar Torneio Internacional, realizado na cidade de Alcochete, em Portugal e 4º Lugar no Torneio de Virgem Grande em Torrelaviega, Espanha.

Atualmente Leley, trabalha no SESI como técnico de Lazer e coordenador do projeto Minas Olímpica e Atleta do Futuro, nas modalidades Handebol, Futsal e Basquete. É o atual técnico das equipes de Handebol do SESI ESPORTE de Ponte Nova. Foi Vice-Campeão da Copa Minas de Handebol e participou da Liga Petrobrás de Handebol, como técnico do América de Belo Horizonte (2005), competição de âmbito nacional.

Formou-se Faculdade de Educação Física, da UNIPAC, em Ponte Nova.

 

Procurando melhor capacitação no Handebol, fez diversos cursos de aperfeiçoamento:

XVIII Seminário Internacional “Esporte de Quadra”, em Curitiba (PR), coordenado pelo atual técnico da Seleção Brasileira de Handebol feminino, Juan Oliver Coronado, ex-técnico da Seleção Espanhola feminina.

Curso de iniciação esportiva e alto nível em handebol, também, em Curitiba (PR).

Curso de MiniHand, promovido pela Confederação Brasileira de Handebol e Federação Mineira, na cidade de Betim (MG).

Curso de Educação Física para Educação Infantil e Ensino Fundamental, promovido pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Ponte Nova (MG), já na qualidade de professor.

Como forma de reconhecimento, foi homenageado como “Atleta do Século”, na modalidade de Handebol, dentro das comemorações dos melhores do esporte, nos 100 anos de Belo Horizonte. Foi agraciado na Câmara Municipal de Ponte Nova, com “Mérito Legislativo”, através do qual obteve reconhecimento público pelos serviços prestados ao desenvolvimento e a grandeza do município.

Compartilhe nas redes sociais:
Terça, 22 Maio 2018 14:48

Nil Lus - Canhão

Durante muitos anos o artista assinou Nil Luz com "z". A partir de 2008, depois de ter feito uma numerologia cabalistica, ele mudou o seu nome para Nil Lus com "s".

Nil Lus cantor, compositor e escritor nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

É licenciado em Educação Física pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e em Administração de Empresas e Economia pela FUMEC (Fundação Universitária Mineira de Educação e Cultura). Ex-atleta de Seleção Nacional do Brasil de Handball (Campeão Sul Americano) também conhecido por Canhão.

Escreveu o seu primeiro livro de poemas e a sua primeira canção aos dez anos de idade (“Pássaro De Fogo”). Foi premiado no 1º Concurso Nacional Fritz Teixeira Salles de Poesia com o tema “Poemia”, recebendo distinção honrosa.

Nil Lus já compôs mais de 1000 canções (letras e músicas). Viajou em concertos pela América, Europa e Ásia. Em Portugal fundou o projecto sobre a Lusofonia “Sons Da Fala” com Sérgio Godinho, Vitorino, Tito Paris e outros.

Possui um romance editado: A VIAGEM PARA O OUTRO LADO acompanhado de uma trilha sonora. No momento escreve o seu segundo romance que também será também acompanhado de uma trilha sonora composto por ele.

Nil Lus participou no 38º Montreux Jazz Festival – Julho 2004

Em Abril 2007 Nil Lus recebeu o título Médaille d`Argent pela Academia Francesa de Artes, Ciencias e Letras em Paris mesmo premio já recebido por alguns laureados como a Rainha da Bélgica, Rainha Sikit da Tailandia, Marie Curie, Peter Bloch, Jean Carriére, Paul Belmondo, Milton Nascimento, Jose Wilker, Milton Gonçalves.

Em 2008 Nil Lus recebeu a nomeação de Cônsul dos Poetas do Mundo pela Instituição Chilena: Os Poetas Do Mundo.

Em 2010 Nil Lus recebeu do Senado Francês a laurea Le Mérite Et Devouement Français pelos serviços excepcionais devotados a humanidade como cantor, compositor e escritor.

 

DISCOGRAFIA:

 

2011: O Novo Do Mais Antigo - Convidado Especial: Beatsniffer - Produção Independente - Alemanha.

2010: Tambor - Coletania para a Copa do Mundo de Futebol - Faluma Records - Alemanha.

2007: Montreux Jazz Festival – CD ao vivo gravado em Montreux – Markma Records, Suiça. 

2005: Carnaval in Rio - com Claudio Jorge e Dudu Tuchi - Coletania - Edel Records – Alemanha. 

2003: A Outra Face - Derweg – art productions & Andinos Records, Portugal.

2002: A Viagem Para O Outro Lado - Um ebook acompanhado de uma trilha sonora original - Convidado Especial: Chico Amaral - Vensil/Media Records, Portugal

2001: Spectrum - Participações especiais Funk`N Lata (Brasil), Luís Pastor (Espanha), Paulo de Carvalho & Eugénia Melo de Castro (Portugal), Toninho Horta (Brasil) - Derweg - art productions, Portugal/Brasil. 

1999: Mundo Sem Papel - CD single -Êxito Records, Portugal.

1998: Red Hot Lisbon – Edição mundial ao lado de David Byrne, Caetano Veloso, Arto Lindsay, Madredeus, etc. - Movieplay, USA/Portugal/Brasil.

1997: Liberté - Produzido por Patrick Abrial (actual produtor de Andrea Boccelli). - Movieplay, França.

1995: The Best Of Brazil - Ao lado de grandes nomes da Música Popular Brasileira como: Gilberto Gil, Tom Jobim, João Gilberto, etc.- Polygram, França.

 

TRILHAS SONORAS PARA O TEATRO:

 

Tambores Na Noite – Berthold Brecht

Esperando Godot – Samuel Becket

Bella Ciao – Alberto Abreu

O Mercado De Escravos – Ana Barradas

O Último Dia De Florbela Espanca - William Galvão

Advenha – Ilse Losa

Lux – Maria Clara Machado

Ninguém Reparou Na Primavera – Maria Lúcia Godoy

King – I Have A Dream – Martin Luther King

Compartilhe nas redes sociais:
Terça, 22 Maio 2018 14:44

Miguel Pires

Miguel Augusto Barbosa Pires iniciou sua vida no esporte e no Handebol na cidade de Ponte Nova – MG, no ano de 1990, transferindo-se para ADJF – Juiz de Fora, destacando-se nas competições estaduais, que o levaram a disputa de um Campeonato Brasileiro de Handebol pela Seleção Mineira de Handebol nas categorias de bases, eleito no ano 2001 melhor Atleta masculino de Handebol do Estado de Minas Gerais. Desde então, destacou-se nacionalmente, onde foi convocado pela primeira vez a um Selecionado Nacional no ano de 1995.

Iniciou sua carreira profissional na equipe da A.A.A Metodista-SP nos anos de 1996/97, sagrou-se Campeão dos campeonatos, Paulista Junior, Brasileiro Adulto, da 1º Liga Nacional de Handebol e Sul-Americano de Clubes de Handebol, pelo seu desempenho integrou a seleção Paulista Universitária onde foi campeão dos Jogos Universitários Brasileiros no ano de 2000 e 2006 pela seleção Carioca universitária, participando da convocação para seleção Brasileira Universitária.

Foi campeão dos Jogos do Interior de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e do Paraná. Atuou também nas equipes: de Guarulhos-SP, Olímpico Maringá-PR, Americana-SP, Ipatinga-MG, Universo-RJ, Clube Atlético Mineiro-MG onde sagrou-se Vice-Campeão Brasileiro, levando a equipe a disputa da Liga Nacional pela primeira vez,onde foi artilheiro da competição, pelo seu destaque e desempenho participou de convocações para Seleção Adulta. Em 2005 Atuando pelo America – MG foi artilheiro da Liga Nacional pela segunda vez com a marca de 119 gols. 

Compartilhe nas redes sociais:

Nosso endereço

Av. Olegário Maciel, nº 311 3º andar sala 304 CEP: 30180-110 - Centro - Belo Horizonte - MG

  • dummy(31) 3271-8428

  • dummy fmh@handebolminas.com.br

  • dummyAtendimento: Segunda a Sexta das 09:00 as 17:00


Newsletter

Receba os nossos melhores conteúdos sobre a Federação Mineira de Handebol. Cadastre-se agora para receber nossa newsletter.

Fique tranquilo, seu e-mail estará 100% protegido! Odiamos spam.

Pesquisar